quem somos

O Albergue de Peregrinos do Mosteiro de Vairão abriu no dia 25 de julho de 2013, dia de Santiago, na sequência dos esforços desenvolvidos por Ana Lobo e Pedro Macedo, casal de peregrinos e hospitaleiros do Caminho de Santiago. Conta desde o início com o apoio incondicional da comunidade local, com destaque para a Autarquia e a Paróquia.


O espaço foi cedido pela Assembleia Distrital do Porto, na altura proprietária do Mosteiro (desde julho de 2015 o Mosteiro pertence à Câmara Municipal de Vila do Conde), tendo sido criada através de protocolo uma comissão instaladora com a participação da Junta de Freguesia de Vairão e da Associação “Espaço Jacobeus”. A título de curiosidade, refira-se que o primeiro contato foi realizado no dia 15 de maio de 2013. Em 2015 foi criada a Associação de Peregrinos Villa Valeriani (antigo nome de Vairão) que assumiu a gestão do albergue, contando com Carla Silva como presidente.


O Mosteiro de Vairão, com mais de 1.000 anos de história e uma localização privilegiada, é o espaço ideal para acolher os peregrinos do Caminho de Santiago. A criação do albergue permitiu recuperar instalações e abrir as portas do Mosteiro à comunidade local e internacional, promovendo a sua valorização.

Com a abertura do albergue o Caminho Português de Santiago fica “completo”: na ligação entre o Porto e Santiago de Compostela, percorrida anualmente por cerca de 10.000 peregrinos, a máxima distância entre albergues é agora de 25 km, distância que separa o Porto de Vairão. Esta distância é a considerada “natural” entre os peregrinos.


Atualmente o albergue conta com 40 camas individuais distribuídas por 12 quartos, diversas instalações sanitárias, cozinhas, refeitório, salas de estar e uma sala de meditação, funcionando em regime de donativo. O albergue dispõe ainda de uma ala reservada a grupos com 30 camas. Para refeições os peregrinos podem utilizar a cozinha no albergue ou optar pelo snack-bar Otília (200m), o restaurante D. Miguel (600m) ou o Nosso Café (600m). O mini-mercado Teixeira (e café) está aberto até às 21h (350m).

Em 25 de julho de 2015 foi inaugurado o Museu do Peregrino - Centro de Interpretação do Caminho de Santiago (mais informação).

O acolhimento aos peregrinos é garantido pelo casal Alice e José Maria e sua família, moradores em frente ao Mosteiro, contando com a ajuda de hospitaleiros voluntários. A satisfação dos peregrinos com as instalações e o acolhimento é patente nas impressões recolhidas no livro de honra.

Os nossos hospitaleiros
Na recuperação do espaço e na animação do albergue têm tido participação ativa as coletividades locais e voluntários, em especial o grupo de catequese. Destaca-se ainda o apoio recebido por parte de associações de peregrinos alemãs e americanas e por John Brierley.

Nos primeiros três meses de funcionamento foram acolhidos 323 peregrinos de 35 nacionalidades, abrangendo os 5 continentes.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde, gostaria de saber como está o funcionamento em virtude ao Covid-19, pois irei fazer o caminho no próximo mês.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde. Têm disponibilidade para reserva de 1 peregrina de 1/10 para 2/10?

    ResponderEliminar
  5. Buenas tardes.
    En agosto continuaré el Camino. Es necesario reservar en el albergue?
    Obrigado.

    ResponderEliminar